ALGUMAS VEZES

 

Rose Mori

 

Algumas vezes,

quando chove,

como hoje,

minha alma se sente presa

das recordações de um passado

que deixou marcas profundas,

que nem o tempo há de apagar;

 

 

Algumas vezes,

quando chove,

me encolho

num canto qualquer de mim mesma,

presa de uma melancolia inexplicável,

e me deixo ficar...

ouvindo o som dos pingos

que caem na calçada

e ressoam dentro da mente,

como se repetissem palavras

que calam no fundo da alma...

 

 

Algumas vezes,

quando chove,

como hoje,

a dor chega de mansinho

e se instala...

fazendo ranhuras na alma...

 

 

Depois, a chuva passa...

o sol aparece...

mas a dor permanece...

algumas vezes,

como hoje...

 

 

 

 

VOLTAR          INDEX

 

Clique aqui para enviar esta página

 

 

 

 

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Tubes from Luz Cristina

Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Publicado em 04/10/2009