CREPÚSCULO

                              Rose Mori

 

O sol se põe vagarosamente,

deixando no céu riscos avermelhados

que se refletem nas águas calmas do rio,

ofuscando a vista com seu brilho.

Os pássaros, em louca revoada, se despedem do dia

e procuram seus ninhos no topo das árvores,

entre as folhagens espessas.

Paira uma tranqüila sintonia,

cuja quietude é quebrada apenas pela a algazarra 

de crianças que ainda brincam na rua,

aproveitando os últimos vestígios de claridade.

Até mesmo a alma inquieta e sufocada,

sente-se presa dessa magia fugaz

e o espírito,

 envolvido pelo cenário paradisíaco,

se deixa quedar,

silenciando suas dores e sua solidão.

E por um breve momento

consegue ficar em paz consigo mesmo.

 

 

 

 

 

Música - Tristesse de Chopin

 

 

 

 

Voltar        Home  

 

 

Envie esta página clicando aqui

 

 

          

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados

Publicado em 21/01/2009