Vou fazer de conta...

Fazer de conta que esqueci;

fazer de conta que a saudade se foi;

 

fazer de conta que não há lembranças

e nem um amor para recordar.

 

Vou fazer de conta

que as lágrimas

são apenas vertentes da alma

e não reflexos de dor;

 

 

Vou fazer de conta

que o caminho é suave;

que não há pedras, nem obstáculos,

nem perdas...

 

 

Vou fazer de conta

que viver é uma fábula

e que a morte é uma aventura.

 

Vou fazer de conta de que não há mentiras,

nem falsidade e nem traição...

 

Vou fazer de conta

que tudo o que vivemos foi um sonho

que o amanhecer espantou para longe...

 

Vou fazer de conta

que a solidão é um escolha

e não uma imposição.

 

Enfim,

vou fazer de conta que acredito

que a felicidade realmente existe

e que meu coração

ainda é livre

para amar...

 

 

       

 

Design & Graphics by Rose Mori
Imagem principal da Internet

Copyright © 2020 - Todos os Direitos Reservados
Publicado em 23/03/2020