LUSCO FUSCO

                                      Rose Mori

 

É a hora do lusco-fusco...

Hora sombria...

O sol se despede do dia

e a lua se  prepara tal qual

uma mulher vaidosa

para um encontro de amor...

Momento em que a luz

cede lugar às trevas...

Hora das incertezas...

das perguntas sem respostas...

das buscas e das recordações...

Hora da nostalgia...

Hora do nada!

Lusco fusco...

nem dia e nem noite

- incógnita do tempo –

nem amor e nem ódio

- indiferença da alma –

Hora da vida que não pulsa

e da morte que não chega.

Os pássaros procuram seus ninhos

e a natureza adormece aos poucos...

Ah, se os sentimentos

também adormecessem

e me dessem um pouco de paz!

 

 

 

 

 

 

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados