Obrigada, meu filho!

 

                                                         (Rose Mori)

 

 

Filho, eu te agradeço por tua existência em minha vida.

Sem ti, jamais eu poderia ter sentido as dores do parto,

acompanhadas de lágrimas de alegria ao te receber em meio seio.

Sem ti, eu jamais saberia o que é passar as noites em claro

velando teu sono agitado, temerosa por tua saúde.

Sem ti, eu nunca teria conhecido a alegria

de ter ver balbuciar, pela primeira vez, o meu nome,

estender os bracinhos e ensaiar os primeiros passos

em direção aos meus braços.

Se não fosse por ti,

eu não teria sentido as apreensões

que acompanham o crescimento de uma criança

e sua adolescência repleta de questionamentos...

E novamente as noites em claro

à espera de tua volta em segurança para casa,

quando saias com teus amigos para as baladas,

receosa de que esquecesses todos os conselhos

que havia te dado a respeito do mundo.

Te agradeço por todas as sensações que pude experimentar,

desde a hora de teu nascimento e até hoje,

quando homem feito, acaricias meus cabelos embranquecidos

e me amparas em teus braços como se fosse eu, a tua criança.

Te agradeço, filho,

mas agradeço primeiro a Deus,

por ter me permitido sentir a felicidade  de ser Mãe!