SAUDADE

                            Rose Mori

 

 Saudade ...

Tantos sabores tem

este sentimento

 que, às vezes,

enraiza na alma,

 com tal intensidade,

que chega a doer,

chega a sufocar...

Saudade de um   amor

que ficou no passado

que ainda se faz presente...

Saudade da chance

que se perdeu

de dizer alguma coisa,

de fazer alguma

que poderia  ter mudado

o presente.

 Eu,

 sinto no peito saudade

de um tempo que se foi

mas que ficou suspenso

em meu pensamento.

Saudade de um tempo

em que eu era  feliz

porque entendia menos

as coisas,

as pessoas,

os acontecimentos,

a vida em si.

Minha única preocupação

era desfrutar

tudo o que tinha

ao alcance das  mãos.

Sinto saudade da infância,

que custava tanto a passar...

 Saudade da mocidade,

que passou rápido demais.

Saudade de não poder voltar atrás

e refazer o que deu errado.

Mas do que adianta

falar nisso agora,

não é mesmo?

A vida está aí,

e não podemos deixá-la

passar por nós:

temos que pegar carona

para que a  saudade,

amanhã,

nos visite como

uma brisa suave

que nos refrigere a alma;

que seja uma saudade

gostosa de se sentir

sem nenhum  resquício

de arrependimento,

de mágoa,

ou de  insatisfação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Envie esta página para um amigo, clicando aqui

 

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados