TEMPO

Rose Mori

 

Inexorável em sua caminhada tresloucada,

O tempo esbarra em tudo o que encontra pelo caminho,

derrubando o que estiver  à sua frente.

Não espera nada... nem ninguém...

Não espera a dor passar...

A lágrima secar...

A felicidade se assentar...

O ódio se amansar...

A esperança se despedir...

O tempo não permite que o sorriso se congele no rosto

nem que o amor seja eterno

Não permite que a infância seja criança um pouco mais...

nem que a juventude  comemore sua liberdade

O tempo não permite nem um segundo a mais à vida...

Passa rápido, modificando tudo...

Cenas e sentimentos...

Perdeu o tempo, quem não chegou primeiro...

Perdeu o tempo quem esperou em vão...

Perdeu o tempo quem não soube aproveitar...

O tempo só se demora para aqueles que deixaram de ter fé;

para os que viram a velhice da alma chegar

ou para aqueles  que só esperam a morte vir lhes buscar.

 
 
 

 

 

 

                

 

 

 

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Stationery criado por Martha Maria - ScrippyBR

Copyright © 2013 – Direitos Reservados

Publicado em  03/05/2013