Vem, meu menino vadio

Vem, sem mentir pra você

Vem, mas vem sem fantasia

Que da noite pro dia

Você não vai crescer

 

Vem, por favor não evites

Meu amor, meus convites

Minha dor, meus apelos

Vou te envolver nos cabelos

Vem perde-te em meus braços

Pelo amor de Deus

 

Vem que eu te quero fraco

Vem que eu te quero tolo

Vem que eu te quero todo meu

 

Ah, eu quero te dizer

Que o instante de te ver

Custou tanto penar

Não vou me arrepender

Só vim te convencer

Que eu vim pra não morrer

 

De tanto te esperar

Eu quero te contar

Das chuvas que apanhei

Das noites que varei

No escuro a te buscar

Eu quero te mostrar

As marcas que ganhei

Nas lutas contra o rei

Nas discussões com Deus

E agora que cheguei

Eu quero a recompensa

Eu quero a prenda imensa

Dos carinhos teus

 

 

 

 

 

         

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Tutorial by Nara Pamplona

Copyright 2011 – Direitos Reservados

Publicado em