REFLEXÃO 6

 

Rose Mori

 

"A porta do coração

Não deve jamais ser fechada à chave,

Mas apenas ficar assim... meio cerrada,

Com um letreiro bem visível:

 

ENTRE SEM BATER”

 

Este é um trecho, que recebi certa vez,

e que me fez refletir...

Muitas vezes, por falta de tempo

ou de paciência, devido aos próprios problemas,

fechamos a porta de nosso coração

e não permitimos a entrada de ninguém

que possa perturbar nosso sossego.

Só que nos esquecemos de um detalhe muito importante:

nem sempre aquele que nos pede abrigo

está necessitado de nós.

Pode ser que deseje  entrar,

apenas para ficar ali, quietinho,

se fazendo presente para,

no momento certo, agir,

estender seus braços e nos abrigar

de nossos próprios conflitos,

de nossas próprias fraquezas,

de nossas tristezas.

Portanto, o melhor mesmo,

é deixar a porta entreaberta.

Nunca se sabe quando

iremos precisar de alguém!

 

 

 

 

 

 

 

         

 

 

Website, Designs & Graphics by Rose Mori

Autoria do texto: Rose Mori

Copyright 2010 – Direitos Reservados

Publicado em 04/11/2010